terça-feira, 26 de abril de 2011

Chuva e Caos



O título explica tudo: o Rio de janeiro entrou num caos ontem devido à chuva que se mantém pela cidade. Avenidas pararam, bairros ficaram sem luz, rios transbordaram. Até então nada havia me afetado, apenas a chuvarada que eu enfrentei - com chapéu, claro - do trabalho até o ponto. O ônibus saiu às dez da noite. Saiu foi modo de dizer, porque não, ele não saiu. Andou alguns quilômetros e parou. Parou mesmo. O início da Avenida Presidente Vargas estava totalmente enterditado por conta de um rio que transbordou. E foi ali que o ônibus parou. Passaram uma, duas, três horas e nada. Confesso que estar com quem se gosta facilitou bem a minha espera. Sem nem ligar para algumas pessoas que olharam para nós ficamos abraçados, conversando aos sussurros e olhando a mesma paisagem. Três horas da manhã e nada. Celulares tocando, mães preocupadas. Enquanto a chuva caía com força lá fora, o ônibus tornavasse mais frio, deixando tudo com aquele clima de caos. O motorista não sabia mais o que fazer. Os passageiros não sabiam o que fazer, e eu, embora desejasse muito chegar em casa para tomar um banho quente, queria muito que a noite continuasse assim para que pudesse sentir seus braços me envolvendo. Cochilei algumas vezes em seu colo esperando sempre que se eu abrisse meus olhos aquela imagem não tivesse sumido. Quando finalmente coloquei meus pés na minha rua as cinco da manhã, vendo o bairro todo acordar enquanto eu iria dormir tive a certeza de que aquilo era real. E que independente do caos que causou, eu passaria tudo novamente.

Um comentário:

Lúh disse...

Adorei esse texto *-*
To adorando o blog . Parabéns .